cro

quinta-feira, 12 de novembro de 2015

[Filme] Pitch Perfect 2, Elizabeth Banks


Título Original: Pitch Perfect 2
Título em Português: Um Ritmo Perfeito 2
Realização: Elizabeth Banks
Argumento: Kay Cannon, Mickey Rapkin (characters)
Elenco Principal: Anna Kendrick, Rebel Wilson, Hailee Steinfeld
Ano: 2015 | Duração: 115 minutos
Sinopse:
As Barden Bellas estão de volta, determinadas a entrar numa competição mundial que um grupo americano nunca ganhou e a recuperar o seu estatuto, depois de Fat Amy ter acidentalmente mostrado mais do que devia ao presidente dos EUA. A comédia é produzida por Paul Brooks, Max Handelman e Elizabeth Banks, que é também protagonista e a realizadora da sequela.

Opinião da Carla:
E lá vi o Pitch Perfect 2. E sinceramente não sei o que dizer muito além do que já tinha dito em relação ao primeiro filme.

Neste filme apanhamos as Bellas como finalistas da faculdade. Começa com a apresentação ao Presidente dos Estados Unidos, na qual acontece um wardrobe mulfunction por parte da Fat Amy. E por causa disso, as Bellas são castigadas e banidas. Mas… elas têm a oportunidade de se “salvarem” se ganharem ao World Acapella Championship em Copenhaga.

Enredo quase que irrelevante e nulo: cenas do dia-a-dia, romances forçados, “somos finalistas temos que pensar no futuro”, blablabla. Trama para encher o filme entre as músicas, que sem elas ficamos com… nada. Fat Amy continua a ser a minha personagem favorita apesar de não ter tido tanta piada como no primeiro filme, mas gosto da atitude!

Quanto a músicas: tenho a dizer que gostei imenso das músicas do Das Song Machine. Quando vi o trailer pensei que fossem um grupo excêntrico, mas ao ponto de serem ridículos, mas nada disso. São excêntricos, mas nada de ridículos, com mashups muito bons e arranjos muito bem feitos e para o meu tipo de gosto musical muito mais “agradável”. O que gostei mais neste filme do que no anterior é que achei que saíram da zona de conforto e tentaram fazer coisas diferentes. Que é o que as Bellas fazem até tentarem chegar à harmonia perfeita entre todas na canção final. Elas passam por vários estágios, experimentam várias coisas. Temos sons muito variados e géneros vários.

No anterior, ao contrário do que acontece neste filme, a meu ver, achei que se mantiveram sempre na mesma “onda”. Parte do enredo do primeiro é precisamente a ideia de saírem da música monótona em que tinham caído e a Becca entra no grupo como uma lufada de ar fresco com novas ideias e novos sons, mas senti que se mantiveram sempre no mesmo registo. Aqui, não só por parte das Bellas, mas de todos os grupos que vão aparecendo ao longo do filme, há experimentação, há um maior registo de músicas que no anterior, para mim, não existiu. O ponto alto do filme é a apresentação final que superou a do filme anterior, que tinha sido uma declaração vazia, na minha opinião.

Continua a ser um filme de tarde de domingo. Continua a ser um filme que não me satisfez em termos de enredo nem musical, mas que conseguiu não ser tão fraco como o anterior. Apesar de se manter na mesma categoria de “fraquinho” e com um enredo nulo e forçado.



Opinião da Joana:
Ao contrário da maioria das pessoas que conheço que viram o Pitch Perfect, eu não estava entusiasmada com este segundo filme. Parecia-me algo forçado.

Não gostei tanto dos mashups, as piadas da Fat Amy não me fizeram rir tanto… Gostei de ver grupos de accapella diferentes, mas houve qualquer coisa que não me cativou.

Talvez o que mais gostei foi uma surpresa que não vi nos vários trailers, e que não vou fazer spoiler, apenas digo que foi bom rever algumas personagens.

Neste filmes, as Bella’s licenciam-se e vão competir no campeonato do mundo pelo seu lugar nas competições accapella e pelo seu título. E temos mais novidades no que toca ao género de música que os grupos accapellas cantam – normalmente são só covers mas temos algo diferente, trazido por novas personagens.

O final é em grande, com novas vozes, gostei do fim que juntou as Bella’s, e que mostrou a união e a força de todas as mulheres da Barden University.



Sem comentários:

Enviar um comentário

Todxs são bem-vindxs a contribuir para este blog, mas apenas pedimos que o façam de forma respeitosa e coordenada.