cro

quarta-feira, 11 de novembro de 2015

[Livro] Aquele Beijo, de Julia Quinn


Título Original: It's in his kiss
Título em Português: Aquele beijo
Série: Bridgerton #7
Autor(a): Julia Quinn
Editora: Edições Asa
Páginas: 352
Data de Publicação: 25 de Agosto de 2015

buy the book from The Book Depository, free delivery
Sinopse:
Gareth St.Clair vive momentos difíceis. Após a morte do irmão, passa a ser o único herdeiro da fortuna do pai. Infelizmente, o ódio deste por Gareth é tanto que prefere desbaratar o seu património a vê-lo nas mãos do filho. Resta-lhe como legado um velho diário, escrito pela avó paterna, que poderá conter os segredos do seu passado e a chave para o seu futuro. O único problema é que… o diário foi escrito em italiano, uma língua que o jovem não domina de todo. Por um golpe de sorte, Gareth conhece Hyacinth Bridgerton, a mais jovem menina do conhecido clã, que nunca recusa um desafio, embora o seu italiano deixe muito a desejar. Além disso, Gareth intriga-a, pois parece estar sempre a rir-se dela. Juntos, embrenham-se nas páginas do velho diário, mas aquilo que vão descobrir transcende as palavras escritas em papel, e manifesta-se sob a forma de um simples - mas inesquecível - beijo…

Opinião:
Mais um livrinho dos Bridgertons e vemos o final desta colecção a aproximar-se…mas não temam queridos leitores! Julia Quinn, a nossa querida autora, está a escrever mais sobre os Bridgertons, ou mais especificamente sobre os irmãos e irmãs de Edward Bridgerton, o pai falecido dos nossos queridos Bridgertons (a nova série chamar-se-á Rokesbys & Bridgertons). Podem ler mais sobre o novo livro aqui.

Mas voltando ao livro em causa: Aquele beijo traz-nos a história de Hyacinth Bridgerton e Gareth St.Clair. Hyacinth é tão divertida, tão inteligente e perspicaz, é praticamente impossível não gostar desta nossa heroína. Já Gareth… o nosso herói é um homem que tem sérios problemas com o pai, mas que adora de coração a avó – que para mim foi a melhor personagem do livro, sem sombra de dúvida. Talvez tenha sido por isso que gostei tanto da Hyacinth – ela e a avó de Gareth são muito semelhantes (em mente e coração). Com Violet, a mãe da nossa heroína, a contar um pouco mais da sua história com Edward Bridgerton, e a mostrar o quão semelhante a Hyancinth ela é, voltamos a sentir aquele gostinho dos livros anteriores, que mantêm tudo em família – que é um dos meus pontos favoritos desta série.

O livro tem um pouco de tudo e, num segundo plano (além do romance), temos o mistério de jóias desaparecidas que, em certo ponto, acabamos por esquecer e no fim ele volta em força e acaba por devolver algum do protagonismo aos diamantes que inicialmente nos aguçaram o apetite.

Gosto de livros que mostram uma acutilância e mistério misturados com romance e problemas familiares à mistura, com personagens fortes, atraentes e persistentes e este livro tem tudo isso. Talvez o romance tenha sido a parte que foi menos explorada, mas não deixou de existir e de ser querido.

Em conclusão, um livro divertido, romântico, muito ao estilo de Julia Quinn com todos os elementos a que a autora já nos habitou.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Todxs são bem-vindxs a contribuir para este blog, mas apenas pedimos que o façam de forma respeitosa e coordenada.