cro

segunda-feira, 17 de julho de 2017

[Livro] A Love To Remember, de Bronwen Evans

Ler em Português Read in English


Título em Português: --
Série:The Disgraced Lords #7
Autor(a): Bronwen Evans
Editora: Loveswept
Páginas:
Data de Publicação: 29 de Agosto de 2017

Sinopse:
For Rose Deverill, one husband was enough. As the wealthy widow of the Duke of Roxborough, she has cultivated an unsavory reputation meant to discourage wife hunters. Thanks to a string of steamy affairs, Rose is perfectly content to be known by polite society as the “Wicked Widow”—until she’s reunited with the man she fell in love with at age fifteen. Their bedroom encounters are scorching, but it breaks Rose’s heart to wonder whether her reckless behavior ruined her for Philip Flagstaff.
The second son of the Earl of Cumberland, Philip never wanted the title. But after Philip’s older brother, Robert, follows him into the Battle of Waterloo, his worst fears come to pass. Now Robert lies in a soldier’s grave, and Philip is determined never to pass on the inheritance to children of his own. Then Rose appears, soothing the pain with her delightful curves and passionate kisses. The notorious Duchess seems to want nothing from him—and yet Philip has never ached to give a woman more.
~ Recebemos este eARC através do NetGalley, em troca desta opinião honesta. Obrigada! ~


Opinião:
A Love to Remember tinha os ingredientes perfeitos: um herói assombrado pelo passado, uma heróina que o ajudaria e fá-lo ver que ele tem hipóteses de ser feliz. É pena que foi no fim foi tudo rapidamente embrulhado com um laço e pronto.

Rose é sempre descrita como uma mulher independente e que não quer casar mas nós leitores só conhecemos como esta mulher que está pronta a casar novamente e que, na minha opinião tem pouco de independente – o que me fez desgostar dela.

Philip é o típico herói torturado que lá fez mais sentido, e que no fim do livro lá percebe que devia ser feliz pelo irmão e viver uma boa vida em sua honra.

O meu problema é que este livro foi maioritariamente contrário ao que a sinopse indicava. E o mistério que tinha eu percebi logo e achei as personagens fracas e, sinceramente, é melhor parar por aqui ou as coisas só pioram.

Resumindo, fiquei desiludida.


quinta-feira, 13 de julho de 2017

[Qual a mais deliciosa?] Um Desejo Inevitável

 Ler em Português      Read in English



Capa mais deliciosa: Original (a da esquerda)

Porquê?
Carla: Para ser muito sincera, não gosto de nenhuma. Cada uma delas tem os seus pontos positivos, mas não ultrapassam os negativos. A original ganha pela modelo, mas a Portuguesa pela paleta de cores

Joana: Acho que entre estas duas capas gosto mais da original, o que é algo raro. Mas gosto bastante do título original, parece que quase canta na língua. E gosto como a modelo da capa parece estar completamente em controlo da situação. Já a capa portuguesa não é má, não sou particularmente fã daquela mão no pescoço da modelo e acho que acaba por não ficar tão bem, mesmo tendo tons que me agradam.


E vocês, qual a vossa favorita?




Um desejo inevitável (Scandalous Gentlemen of St. James #2) (Joana)

sábado, 8 de julho de 2017

[Livro] The Wicked Heir, de Elizabeth Michels

 Ler em Português      Read in English


Título em Português: --
Série: Spare Heirs #3
Autor(a): Elizabeth Michels
Editora: Sourcebooks Casablanca
Páginas: 448
Data de Publicação: 4 de Julho de 2017

buy the book from The Book Depository, free delivery
Sinopse:
The Spare Heirs Society Cordially Invites You to Meet Fallon St. James: The Mastermind
When the love of Lady Isabelle Fairlyn's life is betrothed to her twin sister, Isabelle vows to find a suitable replacement before the end of the season. He must be a talented dancer, have a keen fashion sense, and be perfectly dashing in every way. Fallon St. James is the farthest thing from perfectly anything. As head of the secretive Spare Heirs Society, he must stick to the shadows...even as Isabelle's friendship pulls him reluctantly into the light. But when Isabelle gets involved with the one man who could destroy Spares, Fallon must decide between protecting his life's work―or risking everything to save the woman whose warm smile leaves him breathless.

~ Recebemos este eARC através do site NetGalley. Obrigada! ~
Opinião:
Gostei de ler este livro mas no fim fiquei com a dúvida se esta relação iria durar muito tempo.

Fallon St. James é o “chefe” da sociedade de herdeiros sobresselentes, e tenta controlar e saber tudo – não de uma maneira má, mas apenas como alguém que tem estado sozinho e habitou-se a ter o peso do mundo nos ombros – e entra Isabelle, que mostra que ele não precisa de ser assim, e que tem de aproveitar as coisas boas da vida.

Isabelle é inocente e ingénua, acredita no bem de todas as pessoas e vê o bem mesmo onde ele não existe. E adora arte, passando as suas tardes no Museu Britânico com a colecção de quadros da família, um deles o seu dote.

E no meio disto, Isabelle vê-se no meio de uma vingança de um ex-membro da sociedade de herdeiros sobresselentes, sendo manipulada e enganada. A bem e a mal, o que é o que a magoa. Mesmo que as razões fossem as melhores, Isabelle não é burra e merecia saber a verdade logo de início.

Mas Fallon não desiste de cuidar dela, mesmo sabendo que não cumpre a lista de requisitos de Isabelle para um marido. No fim, Isabelle percebe que só quer de um homem que a ame e cuide dela – e vice-versa.

Com mistério e vinganças, arte e romance, este livro transportou-me para um mundo doce, do qual planeio continuar a fazer parte com os outros livros desta série.


sábado, 1 de julho de 2017

Pôr as mãos na massa [Julho]


 Ler em Português      Read in English

Chegou o verão! Há mais tempo para leituras por esses lados? :D

♥ Juntem-se ao nosso Desafio Mensal de Julho no nosso grupo do Goodreads!

E aqui fica o que fizemos em Junho e o que planeamos fazer em Julho :)


O que se fez em... Junho

[Qual a mais deliciosa?] Lições do Amor
#GuestPost Orgulho e Preconceito, de Jane Austen (por Tânia Gonçalves)

Carla D.

Joana V.

Propostas para... Julho

Carla D.
  • [Livro] A Court of Mist and Fury, de Sarah J. Maas
  • [Livro] Organic, de Jadah McCoy
  • [Livro] Endless Worlds Volume II: A Collection Of Dark Faerie Tales, de Peter Koevari, Matthew Wright, Ken Mann, James Peters, N.R. Marxsen, Anita Templer, Francis Burns, Renee Marski

Joana V.
  • [Livro] The Wicked Heir, de Elizabeth Michels
  • [Livro] Blood Magick, de Nora Roberts
  • [Livro] My fair lover, de Nicole Jordan
  • [Livro] Ensnared, de Rita Stradling

quinta-feira, 29 de junho de 2017

[Livro] Blackthorne’s Bride, de Joan Johnston

 Ler em Português      Read in English


Título em Português: --
Série: Mail-Order Brides #4
Autor(a): Joan Johnston
Editora: Dell
Páginas: 368
Data de Publicação: 25 de Julho de 2017

buy the book from The Book Depository, free delivery
Sinopse:
Two years have passed since Josie Wentworth was bought from the Sioux for a gold watch and whisked back to England by Marcus Wharton, the Duke of Blackthorne. When Marcus breaks his promise to return Josie to America, she ends up as a maid in the home of his charming but neglected nephews. Once Josie’s long-lost family finds her, however, the suddenly wealthy heiress sets out to save the two boys from their indifferent uncle—and teach the duke a lesson in honor.
Learning that Marcus is seeking a rich American bride to save his estate, Josie plots to catch his eye—certain he’ll never recognize the beauty she’s become as the ragged captive he rescued. But Josie doesn’t wager on her marital charade taking a tender turn, as the nobleman she’s despised for years proves to be a very different man than she’s imagined. And there’s no denying his passionate caresses, as she falls deeper under the spell of a husband determined to claim her heart

~ Recebemos este eARC através do site NetGalley. Obrigada! ~
Opinião:
Este livro foi um pouco estranho. Não porque foi mau, pelo contrário, mas criou por vezes sentimentos contraditórios.

Marcus Wharton, Duque de Blackthorne, manteve-me sempre um pouco na dúvida. Heroico o suficiente para salvar uma rapariga e poder morrer ao fazê-lo, mas não o suficiente para a ver entregue pessoalmente em porto seguro. Eu sei que ele a entrega ao seu melhor amigo e futuro cunhado, mas mesmo assim. Se eu tivesse salvo alguém e cuidado dessa pessoa praticamente todos os dias para ter a certeza que iria sobreviver, não a deixaria com mais ninguém. Mesmo que houvesse algo atenuante.

O mesmo com o “abandono” dos sobrinhos. Para alguém que diz amá-los, não deveria bastar uma carta muito ocasional da perceptora. Pelo menos uma visita por ano (mais, na minha opinião, mas vamos manter a barra baixa) para ter a certeza que eles eram bem cuidados e que estavam a aprender o que deviam – concordo com heroína, em como Marcus devia ter mandado os rapazes irem viver com ele, mas compreendo que no início pudesse ter sido uma decisão difícil – mas não sempre.

Josie é forte e obstinada, determinada a conseguir a sua vingança por ter sido feita criada e não a terem enviado para casa, para a América, mas também determinada a cuidar dos dois rapazes praticamente abandonados pelo duque. Quando a oportunidade aparece, Josie fica dividida entre voltar logo a casa e vingar-se ao mesmo tempo que tenta levar os rapazes com ela para a América. Escolhendo a segunda opção, Josie engana o duque, convencida que ele é o vilão de toda a história. Mas à medida que o conhece, percebe que ele é um homem partido e que acredita piamente que Josie está na América, com a sua família, e que os sobrinhos são mais felizes no campo e devem estar bem porque isso é o que a preceptora diz. Josie diz-lhe que, basicamente, ele devia pensar por ele próprio e ver as coisas com os próprios olhos, e não ter outras pessoas tratarem dos seus assuntos por ele – foi assim que ele se meteu nesta alhada.

Eu percebi desde logo como tudo ficou misturado, mas imagino que todo o livro esteja construído para tentar fazer com que o leitor acredite que não há nenhum vilão, antes só pessoas que achavam estar a fazer o mais correcto, mesmo sendo o errado.

No fim, foi um livro que acabei por gostar, porque a Josie conquistou-me e conseguiu fazer com que Marcus percebesse os seus erros e tomasse as decisões certas. E no fim, como deveria ser, toda a família se reúne na América para uma visita com as personagens dos livros anteriores (que eu não li). Um final feliz, sem dúvida.


sexta-feira, 23 de junho de 2017

[Livro] Three Weeks With A Princess, de Vanessa Kelly

 Ler em Português      Read in English


Título em Português:--
Série: The Improper Princesses #2
Autor(a): Vanessa Kelly
Editora: Zebra
Páginas: 352
Data de Publicação: 27 de Junho de 2017

buy the book from The Book Depository, free delivery
Sinopse:
In Vanessa Kelly's captivating series, three young women are descended from royalty--in the most improper way. But that doesn't stop them from pursuing lives rich in adventure…

Lia Kincaid, illegitimate daughter of the Duke of York, comes from a long line of notorious women. Raised by her grandmother, formerly mistress to the late Marquess of Lendale, she has little hope of a respectable marriage. But the new marquess, her childhood friend, Jack Easton, would make a very desirable protector… if he weren't too honorable to take her to bed. It's bad enough being saddled with a title he never desired. Now Jack must resist the beautiful woman he desires far too much. Duty calls, and he is duty-bound to choose a wealthy bride. But then Lia makes another outrageous suggestion: asking Jack to devise some tests to find her the perfect paramour. Tests that involve flirting, kissing, and other pleasurable pursuits. Tests that, in a matter of weeks, could transform friendship into the ton's greatest scandal, igniting a passion even duty can't deny…
~ Recebemos este livro através do site NetGalley, em troca desta opinião honesta. Obrigada! ~

Opinião:
A maioria dos pedidos de livros que faço através do site NetGalley são recusados e, por isso, tenho practicamente deixado de os fazer. Mas quando vi este livro não consegui resistir! Tenho andado a ver esta capa quase diariamente (maioritariamente no facebook de algumas das minhas autoras favoritas) e, honestamente, ainda não tinha lido a sinopse. Quando a li no NetGalley, achei que não perdia nada em tentar pedir para ler – e fiquei tão contente quando o pedido foi aceite!!

Este é o meu primeiro livro da Vanessa Kelly, ainda que não seja o primeiro desta série. Adoraria ter lido o primeiro livro antes deste (vou tentar lê-lo em breve!) porque gostei imenso de ver as personagens principais do livro 1 aqui.

As minhas histórias favoritas são normalmente de amigos a amantes/casais, porque normalmente quer dizer que se conhecem há algum tempo e há mais do que aquela atracção instantânea que neste género de livros leva depois a que as personagens se conheçam e não ao contrário. Aqui, o Jack e a Lia são de mundos completamente diferentes que se misturaram e acabaram por se tornar melhores amigos, o que é um óptimo começo para um casal.

É um livro cheio de aventura que tenta mostrar um pouco o lado mais negro que muitas vezes esquecemos com livros deste género. Gostei do Jack apesar de achar que por vezes ele era mais controlador que protector... Eu percebia o porquê de ele agir assim, mas também achei que ele não fazia nada para mudar a situação, apenas reclamava depois de ela acontecer. Apesar disso, teve os seus bons momentos, e foi uma boa personagem masculina principal. Lia, por outro lado, é uma personagem muito activa, muito forte, muito “tratar do assunto pelas própria mãos”, o que gostei bastante. É muito determinada e leal (não só ao Jack), e sabe o que quer e não deixa que nada nem ninguém se ponha no seu caminho.

Não gostei da mãe da Lia – não era suposto, certo? Ela foi uma boa personagem para servir de comparação com a filha, exacerbando as qualidades da filha, como o seu bom coração e generosidade. A avó de Lia é adorável e tenho a certeza que ela sabia o desenvolvimento e fim do livro mesmo antes de Jack e Lia o saberem! Não gostei que a Gillian (a prima da Lia) tivesse levado uma chapada simplesmente por ter defendido a família, assim como não gostei que Jack permitisse que a mãe dele fosse tão horrível para a Lia simplesmente por ela ter o mesmo apelido que a mãe a avó (okay, sim, e fazer lembrar os maus bocados da vida da senhora – mas a Lia não tinha culpa disso!) – não achei justo ela tentar fazer de Lia um exemplo.

A nova família de Lia foi muito querida e protectora (olá personagens do livro 1!) e eu gostei de como tentaram fazer com que Lia se sentisse em casa e parte integrante de toda a família desde o momento que souberam da sua existência.

Jack e Lia tiveram uma relação um pouco estranha. Amigos de infância, ele era, na verdade, o único e melhor amigo de Lia, e ela tinha uma paixoneta por ele mas nunca o perseguiu. A casa dele era practicamente a casa dela, pois ela passava lá mais tempo que ele e fazia o seu melhor para cuidar da casa e ajudar sempre que possível (de graça). Ele apenas percebeu que gostava dela mais do que uma relação de amigos/irmãos quando Lia lhe falou do plano (ideal, genial!) maluco da avó de Lia que propunha que Jack fosse seu amante e ajudasse Lia a descobrir um protector rico. Para mim, faltou alguma sedução e romance no livro. Só mais para o fim é que temos alguma acção entre as duas personagens.

No fim de tudo, foi um livro de que gostei e que li num só dia. Um livro que me introduziu a uma nova autora que planeio continuar a seguir, apesar dos pequenos detalhes que gostaria de ter visto mais explorados.