cro

sexta-feira, 27 de novembro de 2015

[Livro] A noiva do marquês, de Tessa Dare


Título Original: Say Yes to the Marquess
Título em Português: A noiva do marquês
Série: Castles Ever After #2
Autor(a): Tessa Dare
Editora: Topseller
Páginas: 304
Data de Publicação: 12 de Outubro de 2015

buy the book from The Book Depository, free delivery
Sinopse:
Ela tinha tudo o que uma donzela da sua posição podia querer: era linda e estava noiva do solteiro mais cobiçado da cidade. Um longo e desesperante noivado, porém, levou-a a querer romper o compromisso e a tomar as rédeas da sua vida. Clio Whitmore está noiva do Marquês de Granville há oito anos, mas ele está sempre ausente no estrangeiro, levando-a ao desespero por não se sentir desejada. Quando Clio herda um castelo que lhe proporciona independência financeira, decide romper o noivado e iniciar uma nova vida. Para tal, ela terá de convencer Rafe, irmão e procurador do Marquês, a aceitar o fim do noivado. Mas Rafe tem planos para a fazer mudar de ideias, organizando-lhe um casamento de sonho... Ele começa com flores. Um casamento nunca tem flores suficientes... Ele diz-lhe que ela dará uma belíssima noiva… e tenta não imaginá-la como sua. Como conseguirá Rafe convencer Clio a casar-se sem se deixar vencer pelos sentimentos que crescem dentro dele, e que são a cada dia mais fortes? Ele não irá apaixonar-se pela única mulher que nunca poderá beijar nem dizer ser sua. Ou irá?

Opinião:
Gostei deste livro. É um bom início de crítica, não acham?

Começo por dizer que neste livro temos um protagonista que é pugilista – algo que pessoalmente não gosto (mas que aqui até atraiu, em parte).

Clio, a nossa protagonista está farta de esperar…farta de esperar por alguém que não quer e, tão importante como isso, está farta de esperar por alguém que também não a quer. E para isso tem de falar com Rafe, o irmão do Marquês de Granville, e o nosso pugilista.

Rafe é bruto no sentido de não ser algo polido, é alguém que passou por muito e que virou-se para o boxe para sobreviver – apesar de ser nobreza. E ele sempre se manteve afastado de Clio… porque não é suposto gostarmos das noivas dos nossos irmãos, certo?

Quando Clio fala com ele para anular os papéis de compromisso entre ela e o Marquês, Rafe recusa-se, porque não quer esse peso nos seus ombros – quem quereria decidir pelo irmão que está no estrangeiro num assunto destes?

Clio, apesar de tudo vai dar o seu melhor para cancelar o compromisso, enquanto que Rafe compromete-se em fazê-la apaixonar-se pela ideia de casar com o seu irmão. Mas apercebemo-nos que Clio não quer a cerimónia que a maior parte das mulheres da Inglaterra do século XIX queria, ela quer ter poder de escolha e decisão – e quando herda o castelo, todas as portas que permitiam isso acontecer abrem-se à sua disposição.

Durante todo o livro vemos Rafe a tentar lutar contra os seus sentimentos e as suas visões de Clio como noiva, como sua noiva, num casamento consigo e não com o irmão. Mas uma jovem como ela, segundo ele, não ficaria bem com um homem que estava tão afastado (e quase desprezado) da sociedade londrina.

Depois de ler um livro que era cheio de clichés e personagens-tipo, reforço a minha crença nestes livros – um romance histórico (maioritariamente) dá-nos um final que já esperamos (e que ficamos chateados/desapontados se não acontecer), mas isso não quer dizer que não se possa escrever um bom livro.

Aqui, as personagens têm história, profundidade, criam interesse no leitor, nós queremos saber o que vai acontecer, torcemos para que no fim as coisas se resolvam! E assim é um bom livro. Já tinha gostado do anterior, ainda gostei mais deste. Quando o próximo sair, não demorarei a lê-lo.

• Romance com o Duque (Castles Ever After #1) (Joana)



6 comentários:

  1. Respostas
    1. Olá Dan! O bom deste livro é que não precisas de ler o anterior ;)

      Quando leres diz o que achaste :) beijinhos :)

      Eliminar
  2. Preciso dele traduzido em pdf!!!! Se tiver me manda :-* gabrielekrewer50@gmail.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Gabriele,

      Desculpa-nos a franqueza, mas nós não somos uma base de dados de livros disponíveis para envio. Todos os livros sobre os quais aqui escrevemos foram ou comprados por nós, emprestados (de amigos ou da biblioteca) ou cedidos pelas editoras/autores com o intuito concreto de escrevermos as críticas.
      Nós não enviamos cópias a ninguém, até porque vai contra a lei.

      Eliminar
  3. Respostas
    1. Olá! Em Portugal saiu a 12 de Outubro de 2015, no Brasil não sei dizer, mas segundo o site da Editora Gutenberg (que me parece ser a editora da Tessa Dare) o livro tem como data de publicação 31/05/2016. Deixo aqui o link http://grupoautentica.com.br/gutenberg/livros/diga-sim-ao-marques/1352

      Boas leituras! :)

      Eliminar

Todxs são bem-vindxs a contribuir para este blog, mas apenas pedimos que o façam de forma respeitosa e coordenada.