cro

domingo, 27 de setembro de 2015

[Filme] Under the Skin, de Jonathan Glazer


Título Original: Under the Skin
Título em Português: Debaixo da Pele
Realização: Jonathan Glazer
Argumento: Walter Campbell & Jonathan Glazer, Michel Faber (based on the novel by)
Elenco Principal: Scarlett Johansson
Ano: 2013 | Duração: 108 mins
Sinopse:
A história de um extraterrestre com forma humana. Uma viagem, em parte ficção científica, em parte realidade, a visão de um extraterrestre sobre o nosso mundo.

Opinião:
Esta é a perfeita representação da minha reacção assim que Under the Skin terminou. Ainda agora, enquanto escrevo esta crítica, continuo sem entender o filme. Como podem ver não tem qualquer classificação porque sinto-me totalmente incapaz de o fazer e, dessa forma, decidi deixar em branco.

Tenho um conjunto de sentimentos contraditórios em relação a este filme. Em termos de argumento... Bem, existe argumento neste filme? Eu nem sei como sintetizar a estória do que vi. No entanto, Scarlet Johansson criou uma personagem soberba e mostrou que é muito mais que uma carinha e corpinho bonito. É verdade que essa é parte da premissa da personagem a que dá vida, uma vez que é uma predadora sensual (sexual?), mas acho que mostra muitas mais qualidades do que apenas o físico invejável. Scarlet (quase) sem diálogos conseguiu transparecer uma miríade infinita de expressões, tensões, sentimentos humanos, o que é irónico já que ela não é humana neste filme.

Under the Skin é claramente um filme abstracto. Um conjunto de imagens extraordinárias que são montadas de forma magnífica, mas sem qualquer sentido narrativo, a meu ver. Adorei o trabalho de fotografia e de montagem e acho que seria um trabalho que daria 5* se fosse uma curta-metragem. Não sei até que ponto funciona bem numa longa-metragem de quase duas horas.

Enquanto por um lado que o filme é pretensioso, intelectualóide e pointless, por outro, sinto que o filme roça num nível de mestria visual e de montagem mas que não é facilmente "engolido" por qualquer um.


Sem comentários:

Enviar um comentário

Todxs são bem-vindxs a contribuir para este blog, mas apenas pedimos que o façam de forma respeitosa e coordenada.