cro

sexta-feira, 12 de junho de 2015

[Livro] Só em Sonhos, de Sherrilyn Kenyon


Título Original: Dream Chaser
Título em Português: Só em Sonhos
Série: Predadores da Noite (Dark Hunters #14)
Autor(a): Sherrilyn Kenyon
Editora: Saída de Emergência
Páginas: 256
Data de Publicação: 23 de Maio de 2014

buy the book from The Book Depository, free delivery
Sinopse:
Xypher tem apenas um mês na Terra para se redimir através de uma boa ação ou será condenado à tortura no Tártaro para toda a eternidade. Mas a redenção pouco significa para um semideus que apenas deseja vingança contra aqueles que causaram a sua queda.

Simone Dubois é uma médica-legista com dons psíquicos e capaz de ajudar os mortos a encontrar os seus assassinos. Quando Xypher pede a sua ajuda para abrir um portal para o Inferno e combater demónios, Simone tem a certeza que está perante um louco.

O futuro da Humanidade encontra-se em risco, mas qual a maior ameaça que Simone enfrenta? Os demónios que vêm em sua perseguição, ou o homem misterioso e sedutor que mudou irremediavelmente a sua vida?

Opinião:
A Sherrilyn Kenyon é sem dúvida uma das minhas escritoras favoritas. Adoro mitologia; adoro fantasia; adoro bad boys e miúdas fortes, ou seja, a saga Predadores da Noite (Dark Hunters) é ideal para mim e sou fã desde que chegou ao nosso país, mas este 14º livro da saga, não me cativou.

Em Só em Sonhos temos Xypher e Simone como par principal. Xypher é um meio demónio sumério, meio deus grego que tem um mês de licença do seu castigo no Tártaro para poder vir vingar-se. Nesse tempo, conhece Simone que ficou órfã muito nova; ela é médica-legista e vê fantasmas. Não vou desenvolver muito mais o plot, porque ao contrário do habitual (exceptuando o volume anterior), este livro é incrivelmente pequeno.

Não consegui criar qualquer tipo de ligação com nenhuma das personagens principais. A minha personagem favorita é Jesse, o fantasma adolescente que tem tiradas do outro mundo (pun intended!) e fiquei incrivelmente curiosa em relação a Jaden. Fora isso, o livro não me fez sentir nada. Achei que tudo acontece muito rápido, mas talvez isso tenha também um pouco a ver com o facto de ser pequeno, não tendo “espaço” para desenvolver mais… mas, julgo, que ninguém a impediu de escrever mais páginas. Determinadas cenas pareceram-me demasiado cruas, muito corriqueiras e a atirar para o reles, principalmente a maioria das cenas de sexo. Não sei se é de andar a ler muito mais young adult fofinho ultimamente, ou a maioria dos livros que leio ser em inglês, mas não funcionou para mim. E eu até gosto imenso da SK, principalmente pela sensualidade e a forma como a autora explora a sexualidade, conseguindo criar descrições bastante vividas e emocionais, mas em Só em Sonhos isso não aconteceu.

Sinto-me um pouco desiludida com o livro, mas foi algo que também aconteceu no anterior, À Luz da Meia-Noite. E, tal como este, era muito pequeno, o que pode ser um factor para não me ter conseguido ligar, sentir algo pelas personagem. Tudo aconteceu num piscar de olhos, não houve um crescimento visível dos acontecimentos nem das relações. Simplesmente, “agora odeio-te" e logo a seguir "agora quero ir para a cama e fazer sexo contigo como coelhos”.

Já é uma saga longa, sendo este o 14º livro e havendo ainda muitos mais pela frente, o que pode levar à criação de um “esqueleto” neste tipo de livros, ou seja, a forma básica é sempre a mesma, mudando os nomes e alguns acontecimentos da história. Ainda assim, vou continuar a seguir a saga porque continuo a gostar imenso de algumas personagens que espero voltar a reencontrar e outras que gostaria imenso de ver a sua história desenvolvida.


• Só em Sonhos (Dark Hunters #14) (Carla)
• Acheron (Dark Hunters #15) (Joana)
• Guerreiro dos Sonhos (Dark Hunters #17) (Joana)

Sem comentários:

Enviar um comentário

Todxs são bem-vindxs a contribuir para este blog, mas apenas pedimos que o façam de forma respeitosa e coordenada.