cro

sábado, 14 de maio de 2016

[Filme] Captain America: Civil War, de Anthony Russo e Joe Russo

 Ler em Português      Read in English


Título em Português: Capitão América: Guerra Civil
Realização: Anthony Russo e Joe Russo
Argumento: Christopher Markus, Stephen McFeely, Mark Millar (banda desenhada), Joe Simon (personagens) e Jack Kirby (personagens)
Elenco Principal: Chris Evans, Robert Downey Jr., Scarlett Johansson, Sebastian Stan
Ano: 2016 | Duração: 2h27min
Sinopse:
Devido a uma série de missões que originaram danos colaterais considerados evitáveis, o Governo norte-americano decide que a equipa de Vingadores precisa de supervisão adequada. É então criado um sistema de registo dos super-heróis, cujo trabalho terá de ser sempre controlado por um membro governamental autorizado. A partir de agora apenas poderão agir se forem formalmente solicitados. Esta nova posição vai gerar conflitos internos na equipa, cujas opiniões se dividem. De um lado está o Capitão América, que se rebela por considerar a liberdade dos Vingadores essencial para o perfeito funcionamento das suas missões; do outro está o Homem de Ferro que, contra todas as expectativas, aprova a decisão. Entre eles surge uma tensão difícil de controlar que porá em causa não apenas a amizade e união de todos, mas também a segurança da Humanidade.

Opinião da Carla:
Eu acho que é claro de que sou uma grande geek, em vários aspectos diferente de geekyness – obviamente que comics e filmes da Marvel são uma parte disso. Por isso Captain America: Civil War era um must-watch. Eu li alguns comics sobre este arco, mas nunca fui muito afundo no assunto, mas ainda assim tinha algumas ideias e opiniões.


Eu vou começar esta review dizendo que Captain America: Civil War foi um dos meus menos favoritos filmes da Marvel. Provavelmente a Joana vai dizer algo semelhante, dando o enredo como razão, uma vez que ela normalmente não gosta deste tipo de filmes. As minhas razões vão além disso. Eu acho que Captain America: Civil War tem coisas muito porreiras, mas em geral achei que o filme poderia ser muito melhor – pelo menos prometia ser.

Primeiramente, temos imensos heróis juntos num só filme – algo que nem Avengers foi capaz de o fazer. Todas as personagens tinham uma posição marcada nesta guerra entre heróis; todas elas tinham as suas razões para defender as suas ideias. Eu não estou a dizer que um estava certo e o outro não, porque não é assim tão simples; e todos sabemos disso quase por experiência próprio (e não estou a dizer numa situação exactamente igual, mas todos já estivemos lá, de uma forma ou de outra).

Segundo, nós conhecemos personagens novas que foram introduzidas de formas incríveis. Eu gostei imenso do Peter Parker! Desde miúda que Spider-Man era uma das minhas personagens favoritas das bandas desenhas, simplesmente porque conseguia relacionar-me com ele. Eu acho que este Peter Parker pode vir a ser o melhor Spider Man de sempre (ainda que, eu ainda não tenha visto o Amazing Spider-Man) E o Black Panther é incrível! Não apenas a personagem foi impressionante e interessante, mas ele tinha algo mais; algo mais que o fez tornar-se na estrela do flime – mais do que qualquer outra personagem, mesmo tendo tão pouco tempo em filme.



Mas em geral, Captain America: Civil War desapontou-me. Foi um pouco aborrecido, o enredo não me agarrou, e eu simplesmente não queria saber o que se ia passar a seguir. Eu senti-me triste, porque não senti aquele arrepio na espinha como sempre sinto num filme da Marvel.






Opinião da Joana:
Desde o primeiro momento que ouvi falar do filme que tive sentimentos conflituosos. Gosto dos filmes da Marvel, mas não gosto, de todo, de temas como o que foi apresentado: uma equipa, uma família até, destruída pelo interior, pelos seus próprios membros.

Todos acreditam estar a fazer o que é certo, mas a arrogância, o ego, das personagens, principalmente do Capitão América e do Homem de Ferro, fez com que fossem incapazes de ver o ponto de vista um do outro, tornando-se quase estranhos. Como Chris Evans disse num artigo da EW, “This is an argument and a struggle with your family, for your family, and against your family,”.

As personagens que posso verdadeiramente dizer que gostei foram o Pantera Negra e o Homem-Aranha. Estas personagens tiveram relativamente pouco tempo de ecrã mas o tempo que tiveram foi muito bom. O Homem-Aranha trouxe diversão e podíamo-nos ver na sua figura, facilmente. Já o Pantera Negra, é uma personagem talvez mais interessante, com motivos fáceis de perceber mas, acima de tudo, uma personagem evolutiva e que me deixou a querer saber mais sobre ele e a sua família, assim como a origem do Pantera Negra como protector de Wakanda, o país ficcional localizado em África, de onde este herói vem.

Cinematograficamente, o filme é muito bom, como têm vindo a ser a maioria dos filmes da Marvel, mas no fim sai do cinema irritada. E porquê? Porque achei que as razões que me foram dadas para esta guerra civil não me pareceram completamente válidas ou minimamente lógicas. Eu sei que 99.9% das vezes uma guerra não é, de todo, lógica. Mas não deixma de me “carregar nos botões”, estas noções apresentadas no filme.

Além disso, sai um bocado desapontada do cinema, estava à espera de mais. De mais o quê, isso não sei. Apenas “mais”.




Sem comentários:

Enviar um comentário

Todxs são bem-vindxs a contribuir para este blog, mas apenas pedimos que o façam de forma respeitosa e coordenada.