cro

segunda-feira, 24 de outubro de 2016

[Filme] Annabelle, de John R. Leonetti

 Ler em Português      Read in English



Título em Português: Annabelle
Realização: John R. Leonetti
Argumento: Gary Dauberman
Elenco Principal: Ward Horton, Annabelle Wallis, Alfre Woodard
Ano: 2014 | Duração: 1h39mins
Sinopse:
Assustou-nos a todos em "The Conjuring –A Evocação", mas este é o lugar onde tudo começou para Annabelle.
"Annabelle" começa antes do mal ter sido libertado. John Form encontrou o presente perfeito para a sua esposa grávida, Mia, uma boneca antiga, com um vestido branco de casamento. Mas a alegria de Mia com Annabelle não dura muito tempo. Numa noite horrível, a casa é invadida por membros de um culto satânico que atacam violentamente o casal. Mas sangue derramado e um rasto de terror não é tudo o que deixaram para trás. Os membros do culto invocaram uma entidade tão maléfica que nada do que fizeram pode comparar-se à entidade maligna que é agora Annabelle.

Opinião:
Annabelle foi a maior desilusão dos últimos tempos no que toca a filmes de terror. Para ser sincera, eu já estava à espera, porque já tinha ouvido e lido críticas fracas em relação ao filme, mas mesmo assim, não estava à espera de algo tão fraco.

A boneca Annabelle deixou-me curiosa no filme The Conjuring (filme que adorei e podem ler a crítica aqui), mas quando cheguei ao filme dedicado a ela foi a coisa mais aborrecida, sem um pingo de terror/assustador e, confesso, quase que adormeci - o que é um péssimo sinal para qualquer filme, mas ainda pior para um filme de terror. E o Annabelle, a meu ver, perde imenso por não ter sido realizado pelo mesmo realizador do The Conjuring, James Wan. Este realizador tem uma capacidade extraordinária de trabalhar o suspense, terror e a instabilidade sem ser óbvio ou recorrer ao gore.

Já John R. Leonetti não tem a mesma capacidade e arruinou este filme, mas, sejamos honestos, a culpa não é só dele, uma vez que o argumento era super cliché, sem interesse e pouco aterrador.

Uma desilusão total e não entendo como este filme ter uma sequela em 2017 que não contará com Leonetti na realização, mas o argumento continua ao encargo de Gary Dauberman.


Sem comentários:

Enviar um comentário

Todxs são bem-vindxs a contribuir para este blog, mas apenas pedimos que o façam de forma respeitosa e coordenada.