cro

domingo, 16 de outubro de 2016

[Livro] The Dream Keeper, de Mikey Brooks

 Ler em Português      Read in English


Título em Português: --
Série: Dream Keeper Chronicles #1
Autor(a): Mikey Brooks
Editora: Lost Treasure Publishing & Illustrating
Páginas: 297
Data de Publicação: 01 Junho 2013

buy the book from The Book Depository, free delivery
Sinopse:
Dreams: Dorothy called it Oz, Alice called it Wonderland, but Nightmares call it HOME. When an evil shifter takes over the gateway to the realm of Dreams, it falls to 14-year-olds Parker and Kaelyn to stop him. Their only hope lies with Gladamyr, the Dream Keeper, but can they trust a Nightmare to save their world?

Opinião:
Não vou fazer qualquer tipo de suspense em relação ao que achei deste livro: ADOREI! Não sei o que estava à espera dele, pouco tinha lido da sinopse e pareceu-me interessante e, confesso, que a referência a Wonderland foi uma das razões que me fez ler este livro. Eu não senti que houve algo Wonderland no livro, mas ainda bem que esse pormenor me levou a ler o livro porque foi dos melhores leituras que tive nos últimos tempos.

The Dream Keeper é o primeiro livro da trilogia Dream Keeper Chronicles, onde seguimos as peripécias dos acontecimentos através de três personagens: Parker e Kaelyn, dois jovens humanos, e Gladamyr, o Dream Keeper. Não vou aprofundar muito como surgiu este mundo, Dreams, porque faz parte do desenvolvimento da estória e será revelada a seu tempo. Mas muito resumidamente, e é algo que se percebe logo no inicio do livro, Dreams é o local para onde nós, humanos, somos levados quando adormecemos. Nós não adormecemos e sonhamos – as coisas não são assim tão simples. Nós vamos para Dreams, e este local está dividido em duas partes Favor e Mares (daí a distinção de Sonho e Pesadelo e é neste equilíbrio que os dois mundos - o nosso e Dreams – se mantém estáveis). Gladamyr não é um Dream Keeper qualquer, uma vez que ele nasceu no centro de Mares – a parte referente aos Pesadelos, mas uma das coisas que aprendemos com este livro é exactamente isso: não interessa o local onde nasceste, mas sim aquilo que és e aquilo que defendes.

Como não podia deixar de ser, existe um monstro em Dreams que quer fazer coisas más (e não vou desenvolver essa parte – LEIAM O LIVRO!) e impede que os humanos adormeçam – o que leva a uma instabilidade não só em Dreams como no nosso mundo, uma vez que as pessoas tornam-se irritadiças, andam de mau humor e isso vai trazer problemas (Quem não fica de mau humor e sem paciência quando tem uma noite mal dormida? Agora imaginem as consequências que viriam pelo facto de que os humanos deixassem de dormir… incluindo aqui os problemas de saúde física e mental). Só Parker e Kaelyn é que conseguem entrar em Dreams, porque Gladamyr se esqueceu de guardar as chaves (através das quais os humanos entram em Dreams e são protegidas pelos Dream Keepers). Não é suposto conseguirmos ver Dreams tal como é, estamos “presos” nos nossos sonhos e pesadelos, mas através da Dreamstone Gladamyr permite que Parker e Kaelyn “acordem” em Dream e vejam as coisas como elas realmente são. E vou ficar por aqui em termos de plot.

Adorei a escrita e a estória – a qual só não devorei mais rapidamente por falta de tempo. Definitivamente, vou já tratar de arranjar os livros seguintes e começar a lê-los.


1 comentário:

  1. Thank you so much for taking the time to review my book! I am glad you liked it. I hope that you will continue to enjoy the trilogy. All the best to you!

    ResponderEliminar

Todxs são bem-vindxs a contribuir para este blog, mas apenas pedimos que o façam de forma respeitosa e coordenada.