cro

segunda-feira, 22 de agosto de 2016

[TAG] Pokemon Go

 Ler em Português      Read in English




Olá gente gira!

Hoje estamos aqui para mais uma tag, desta vez, como podem ver pela imagem, sobre Pokemon Go. Quem joga? Que equipa são? Contem-nos tudo!

Esta tag foi criada pelo blog Read at Midnight, combinando livros e Pokemons numa tag muito divertida. Não vamos taggar ninguém em particular, mas quem quiser fazer responder que se sinta taggado. Caso respondam, partilhem os vossos links connosco! :)

CARLA: Para dizer a verdade esta é uma pergunta difícil, uma vez que eu não era assim tão ligada a leituras quando era mais pequena - uma heresia, eu sei! Mas acho que Harry Potter deve ser a resposta mais correcta.
JOANA: Acho que os livros que me fizeram começar a gostar tanto de ler foram As Gémeas, da Enid Blyton (colecção da minha mãe), O Colégio das Quatro Torres, da mesma autora e também colecção da minha mãe (apesar de preferir as gémeas). Acho que a seguir foi a colecção Mistério, também da Enid Blyton, ao mesmo tempo que comecei a ler os livros d’ O Diário da Princesa, e da Patrícia, um pouco mais tarde.

CARLA: Bom, acho que ver ter que recorrer a Harry Potter novamente para esta categoria. Cresci com ele e nunca me canso de voltar a ele.
JOANA:As Gémeas. Talvez se tivesse lido Harry Potter nessa altura, ele fosse o escolhido para aqui, mas como não é o caso, é ultrapassado pelas aventuras destas irmãs num colégio interno.

CARLA: Eu não posso propriamente dizer que alguma vez tiver interesse neste livro, e confesso que só li o primeiro porque queria ter uma opinião minha, sem ser de influencia exterior. E estou obviamente a falar de 50 Shades of Grey.
JOANA: Boa pergunta… Talvez os do Crepúsculo, porque comecei a lê-los antes de começar a febre dos livros (e depois dos filmes), mas depois já não tinha interesse neles (apesar de os ter lido todos).

CARLA: Hm... não me vem nada à memória. Posso referir a saga de House of Night que parece uma mistura manhosa de Harry Potter com Twilight, mas eu não gosto... antes pelo contrário.
JOANA:O primeiro livro da série Nantucket Brides Trilogy, “Amor Verdadeiro”, Como podem ver na crítica que fiz ao livro, este é muito semelhante ao Jardim de Alfazema, mas mesmo assim eu gostei muito de o ler. Isto acontece bastante com os livros desta autora, Jude Deveraux, mas continuo a gostar deles.

CARLA: Ando há anos a dizer que quero ler o Guerra e Paz de Tolstoi, mas assim que vejo o tamanho o livro passa para a lista "depois".
JOANA:Normalmente não tenho receio de ler livros gigantes, mas tenho de admitir que a série Outlander é um pouco intimidante, tanto que tenho os livros que já foram publicados em português e só há uns meses li o primeiro, em inglês, no tablet (pesa menos), e tudo por causa da série de televisão. Irei sem dúvida ler os próximos, mas para ler em português terei de ganhar alguma coragem.

CARLA: Para ser honesta, acho que nenhum - em qualquer formas que possa ser interpretada esta categoria: nem por ser de terror (e eu leio alguns, ainda que poucos) ou por estar demasiado embrenhada nele. O meu sono leva sempre a melhor.
JOANA:Só há dois livros a incluir nesta categoria, um deles cujo nome eu não sei. Porém, nenhum deles é porque me meteu medo ou era de supense/terror/thriller. O que me lembro é o Danças na floresta, da Juliet Marillier, que por alguma razão me dava sonhos estranhos todas as noites que o lia, o que dificultava um pouco a leitura –ok, vou ser sincera: nunca cheguei a acabar o livro, mas VOU FAZÊ-LO!

CARLA: Para dizer a verdade, acho que termos literários não tenho OTPs, mas em termos de séries... ui, tantos!
JOANA: Apesar de ter gostado muito da Feyre e do Tamlin (ACOTAR), Feysand (ACOMAF)tornou-se definitivamente um OTP, muito mais que o casal inicial. Também Suze e Jesse, da série A Mediadora são um dos meus OTP favoritos.

CARLA: Sinceramente não sei o que responder a esta, mas talvez The Fault in Our Stars, visto que o li num instante e é a minha releitura anual.
JOANA:A Court of Mist and Fury (ACOMAF)! Não se consegue pousar o livro com tudo o que está sempre a acontecer.

CARLA: Nesta categoria posso referir dois: Harry Potter e todas as sagas/séries interligadas com os Dark Hunters.
JOANA: A série Dark Hunters, da Sherrilyn Kenyon. Apesar de não saber se podemos verdadeiramente incluir os outros universos dela como spin-offs.

CARLA: Eu não consigo pensar nada para esta categoria, por isso, vou deixar em branco.
JOANA: A Culpa é das Estrelas. Eu e os livros para fazer chorar temos uma relação agri-doce, porque até posso gostar deles, mas bolas os finais felizes fazem-me falta. Por isso, quando me foi recomendado ler este livro, pensei que ia gostar mas não adorar....que foi o que aconteceu.

CARLA: Hm... Não há assim nada que eu queira *muito* ler, mas talvez a Rainha Vermelha.
JOANA: A série do Trono de Vidro, da A Rainha Vermelha e A Quimera de Praga. As duas primeiras já li o primeiro livro de cada, e da última tenho o livro mas ainda não o li.

CARLA: Eu sou completamente apaixonada pelas collector's edition de Harry Potter. One day.... One day!
JOANA: Gostava de ter uma colecção toda bonita da série ACOTAR... e talvez de Outlander.

CARLA: The Art of Being Normal de Lisa Williamson, desde que o vi no Goodreads que me apaixonei pela sinopse. QUERO MUITO LER ISTO!
JOANA: The Bone Witch, de Rin Chupeco. Encontrei este livro no NetGalley quando andava à procura de um livro que se enquadrasse nesta categoria e este apareceu de repente e conquistou-me com a sua sinopse e a capa linda!

CARLA: Eu tenho alguns autores que estão na minha lista de autobuy, tais como John Green, Nora Roberts, Sherrilyn Kenyon, Neal Gaiman.
JOANA: Os meus autores automáticos são, entre outros: Sarah J. Maas, Juliet Marillier, Jude Deveraux, Madeline Hunter, Mary Balogh, Sherrilyn Kenyon, Tessa Dare, Sarah MacLean, Loretta Chase, Julia Quinn, Emma Wildes, Eloisa James, e tantos outros...

CARLA: Eu não sou propriamente uma pessoa que fique completamente fixada nos lançamentos de livros. Saem quando saírem. Tenho tantos livros na minha TBR, que tenho sempre com que me entreter. No entanto, tenho alguns queria muito que fossem editados em Português, simplesmente porque quero ter a colecção completa e na mesma língua (uma vez que a maioria acabei por ler em inglês).
JOANA:Vou falar das versões portuguesas, que são as que mais dores de cabeça me dão, porque demoram muito a sair. Os livros da Sherrilyn Kenyon são uns deles, os da Jude Deveraux também demoram a sair por cá... Mas acho que não me posso queixar muito.


Sem comentários:

Enviar um comentário

Todxs são bem-vindxs a contribuir para este blog, mas apenas pedimos que o façam de forma respeitosa e coordenada.