cro

quarta-feira, 8 de junho de 2016

[Livro] A Caminho do Altar, de Julia Quinn

 Ler em Português      Read in English


Título em Português: A Caminho do Altar
Série: Bridgertons #8
Autor(a): Julia Quinn
Editora: Edições Asa
Páginas: 400
Data de Publicação: 10 de Maio de 2016

buy the book from The Book Depository, free delivery
Sinopse:
Gregory Bridgerton procura a sua alma gémea. Acredita fervorosamente no amor verdadeiro, por isso não tem dúvidas de que saberá reconhecer a mulher da sua vida com facilidade. E, de facto, ao conhecer Hermione Watson, o jovem fica rendido. Mas, oh... que tragédia!, a estonteante Hermione está apaixonada por outro. É aí que entra Lucy Abernathy, a melhor amiga dela, sempre disposta a ajudar. Mesmo quando percebe que ela própria sucumbiu ao incurável romantismo de Gregory. Infelizmente, existe um outro “mas”... Pois Lucy está noiva, e tenciona colocar a honra acima dos seus sentimentos. Quanto a Gregory, no momento em que finalmente compreende que os desígnios do coração são mais intrincados do que pensava, já a sua amada vai a caminho do altar. Será que é demasiado tarde?

Opinião:
Chegámos ao fim da colecção dos Bridgertons. Esta família vai deixar saudades.

Este livro deixou algo a desejar na maioria do tempo, apesar de ser bom voltar a ver personagens que se tornaram tão queridas para mim ao longo do tempo. Aqui, Gregory, o homem mais novo dos irmãos Bridgertons (Hyacinth é a mais nova de todos os irmãos), anda à procura do amor que todos os seus familiares conseguiram encontrar. E pensa que quando isso acontecer, vai ser como se um raio o atingisse e puff!, ele e a sua apaixonada seriam felizes para sempre. Claro que não é isso que acontece, e foi muito interessante ver a mudança de perspectiva do Gregory, da Hermione e da Lucy, as três personagens que estão mais interligadas no livro.

Adorei rever Kate e ver que ela continua a mesma, com o mesmo humor e carisma que sempre a caracterizaram. É um prazer rever personagens como ela, o Anthony, e todos os Bridgertons, mas especialmente a mãe de todos eles, a nossa querida Violet.

É uma crítica pequenina porque não tenho muito mais a dizer. Estava à espera de algo mais, tendo em conta que era o último livro da série mas não foi, de todo, mau. Foi divertido, com tiradas inteligentes e, para ser sincera, foi diferente. A minha parte favorita foi o final – 9, uau!




Sem comentários:

Enviar um comentário

Todxs são bem-vindxs a contribuir para este blog, mas apenas pedimos que o façam de forma respeitosa e coordenada.